Marca Zênite

Governo economiza R$ 304 milhões com nova contratação de serviços em nuvem

Economia resulta da comparação entre o valor estimado e o resultado final da licitação

 

O resultado da licitação, para a contratação de serviços de computação em nuvem para 52 unidades de compras foi divulgado, nesta quarta-feira (28), pelo Ministério da Economia (ME). A compra centralizada gerou uma economia de R$ 304 milhões na comparação do preço estimado com o resultado final do processo licitatório, que ficou em torno de R$ 66 milhões, representando uma redução de 82,2%. A empresa vencedora da licitação foi a Extreme Digital Solutions.

“Esta foi uma contratação inteligente, que vai ajudar na transformação digital do governo brasileiro. A computação em nuvem garante, por exemplo, velocidade e elasticidade, tão necessárias em ambientes de inovação”, afirma o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Mario Paes de Andrade. “Os serviços contratados estão adequados à operação dos sistemas que sustentam as políticas públicas essenciais do país”, complementa.

Além da velocidade e elasticidade, outra vantagem do modelo é o amplo acesso pela internet, pois os recursos da nuvem pública estão disponíveis para acesso pela rede por diferentes dispositivos, como estações de trabalho, tablets e smartphones, por meio de mecanismos padrões.

Também é destaque no modelo contratado a possibilidade de provisionar recursos na nuvem sob demanda. Assim, será possível ajustá-los de acordo com as necessidades dos órgãos no decorrer do tempo. Tudo isso de maneira automática e transparente, sem a necessidade de interação com o provedor dos serviços.

“O modelo utilizado na contratação adotou como referência o padrão do National Institute of Standards and Technology (NIST)”, explica o Secretário de Gestão do ME, Cristiano Heckert. “O trabalho do ministério foi tornar a contratação mais adequada à realidade da administração pública, pois o modelo oferece um menu de serviços de computação em nuvem variados para os órgãos em diferentes estágios de maturidade no conhecimento da tecnologia escolherem os serviços conforme a necessidade de cada um.”

Entre os serviços que serão contratados sob o modelo de cloudbroker (integrador) de multinuvem estão concepção, projeto, provisionamento de recursos computacionais, configuração, migração, suporte, manutenção e gestão de topologias de serviços em dois ou mais provedores de nuvem pública.