Marca Zênite

Ministério da Economia: Rio de Janeiro passa a fazer parte da Rede Nacional de Governo Digital

Publicado em: 03/05/2019.

O estado do Rio de Janeiro aderiu à Rede Nacional de Governo Digital, a Rede Gov.Br, ambiente de colaboração e troca de conhecimentos para acelerar a transformação digital no setor público e ampliar a oferta de serviços por meios digitais. O termo de adesão à rede foi assinado pelo secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, e pelo governador do estado, Wilson Witzel, nesta sexta-feira (03/05) no Palácio Guanabara.

A Rede Gov.Br foi criada em novembro de 2018 com o objetivo de promover o compartilhamento de conhecimento e de soluções desenvolvidas pelos órgãos de governo para atender a necessidades que são comuns entre as esferas da administração pública. Para o secretário Luis Felipe, o resultado é “um Estado mais eficiente, um ambiente de negócios mais ágil e mais comodidade para os cidadãos, que não querem nem saber quem é o responsável pelo serviço, mas sim que ele seja prestado com qualidade e rapidez”.

No portal gov.br, o cidadão brasileiro encontra mais de 2,8 mil serviços públicos ofertados pelos órgãos do governo federal, além de contar com alguns serviços dos governos estaduais de Minas Gerais, Alagoas, Paraná e Rio Grande do Sul.  A rede permite o uso das ferramentas do portal para a solicitação, o acompanhamento e a avaliação dos serviços. 

Autenticação

Há ainda uma ferramenta de autenticação. Com um único cadastro, os cidadãos têm acesso a diversos serviços públicos, sem a necessidade de fornecimento de dados a cada solicitação, repetidamente. Mais de dois milhões de usuários já abriram uma conta na plataforma e 109 mil com certificação digital. Essas soluções ajudam a integrar o fluxo de informações entre as administrações federal, estaduais e municipais.

A integração da Rede não se limita aos serviços do portal. Entre as soluções que podem ser compartilhadas entre os integrantes da Rede Gov.Br estão aplicações que facilitam a comunicação e a troca de dados entre os órgãos. Há também ferramentas para a análise de grande quantidade de dados, que podem ser usados para melhorar a implementação das políticas públicas.