Marca Zênite

TCESP promoverá capacitação sobre Ferramenta de Análise de Risco de Obras

Com o objetivo de apresentar o Sistema FARO (Ferramenta de Análise de Risco de Obras), o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) realiza, na segunda-feira (10/5), das 10h30 às 12h00, capacitação direcionada aos jurisdicionados e responsáveis por contratos de obras e de serviços de engenharia.

A ferramenta, desenvolvida pelo TCESP, tem a finalidade de aprimorar a fiscalização dos recursos usados em obras públicas no Estado e nos 644 municípios jurisdicionados, além de monitorar e apontar possíveis sobrepreços em contratos ajustados com o poder público.

Durante a live, será apresentado como funcionará o serviço de recepção das planilhas de obras do Sistema FARO, conforme Comunicado nº 19/2021, emitido pela Secretaria-Diretoria Geral e veiculado na edição do Caderno Legislativo da Imprensa Oficial de 13 de abril (https://bit.ly/3ae69U6).

A programação inclui, ainda, esclarecimentos sobre os objetivos do teste piloto da ferramenta, perfil de acesso, integração com o Sistema Audesp, leiaute exigido pelo Sistema FARO, simulação de envio de planilha orçamentária e de possíveis erros, entre outros assuntos relacionados ao tema.

As atividades, gratuitas, serão transmitidas em tempo real pelo canal da Escola Paulista de Contas Públicas (EPCP) no YouTube pelo link streaming.tce.sp.gov.br/lives. No decorrer do curso, os participantes poderão tirar dúvidas sobre os assuntos abordados por meio do chat. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail epcp-eventos@tce.sp.gov.br.

Ferramenta

Desenvolvido em conjunto pela Divisão de Auditoria Eletrônica do Tribunal de Contas (Audesp), pelo Núcleo de Acompanhamento de Execução Contratual (NAEC) e pelo Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), o FARO utiliza sistemas de inteligência e banco de dados para cruzamento de informações, com bases em preços de referência, orçamentos e valores unitários de obras públicas.

A funcionalidade, desenvolvida sem ônus para a instituição, foi apresentada em março de 2020 e estava disponível apenas para uso interno das equipes de fiscalização e dos gabinetes dos Conselheiros. Além disso, serviu como ferramenta de suporte às ações e aos processos em tramitação na Capital e nas 20 Unidades Regionais localizadas no interior e no litoral paulista.

Segundo informou o Diretor da Audesp, Marcos Portella Miguel, o sistema veio atender à demanda técnica de auditoria de obras públicas, para automatizar análises de acordo com critérios e parâmetros do NAEC da Corte de Contas paulista.

A partir da coleta de informações estruturadas de planilhas de obras e tabelas de referência do mercado, a ferramenta automatiza as análises com base em sistemas de inteligência e fórmulas científicas.