Marca Zênite

TI: Acordo reduz em quase 30% custos com compras

Publicado em: 31/01/2020.

A Secretaria de Governo Digital (SGD) do Ministério da Economia assinou mais um acordo que estabelece limite de preços a serem cobrados do governo federal nas licitações de produtos de tecnologia da informação (TI), desta vez com a IBM do Brasil.  O Acordo Coperativo foi publicado nesta sexta-feira (31/1) no Diário Oficial da União. A expectativa é gerar economia mínima de 29,3% nos gastos com produtos da empresa. No ano passado, instrumento similar foi estabelecido com a Oracle. Com a Microsoft, não houve acordo e o governo estipulou o limite de preços de forma unilateral. Em 2020, a previsão total de economia nessa modalidade de compra é de R$ 112 milhões.

catálogo com limite de preços para produtos adquiridos da IBM já está publicado no portal gov.br. Dessa forma, órgãos do governo só podem adquirir produtos da empresa seguindo os valores máximos estipulados no rol. O procedimento faz parte da gestão estratégica de contratações de soluções de grandes fabricantes de software, conduzida pelo Ministério da Economia, em atenção às orientações do Tribunal de Contas da União (TCU).

A SGD exerce o papel de órgão central do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP). Com os acordos, a intenção é buscar uma padronização das compras públicas, com redução de custos unitários e simplificação dos processos para a administração federal.

“Antes, cada órgão fazia a sua própria negociação com os fornecedores. Havia uma discrepância muito grande entre os preços praticados e o governo perdia a oportunidade de escala”, lembra o secretário Luis Felipe Monteiro. “Agora, negociando em bloco, os recursos são racionalizados e as compras otimizadas”, reforça o secretário, que ainda reitera a transparência das negociações que envolvem diversas secretarias do ministério com a Controladoria-Geral da União (CGU).

Novos acordos 

A Secretaria de Governo Digital atua no estabelecimento de novas parcerias com outras empresas do ramo. Para os próximos meses, catálogos com preços máximos de compra devem ser estabelecidos com Red Hat e VMware.

O estabelecimento de acordos governamentais na área de TI é prática comum em países como Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e Austrália. No Brasil, os estados de São Paulo e Minas Gerais também já adotaram medidas semelhantes.